Paulinho da Força

Ano após ano, os aposentados brasileiros estão vendo o poder de compra de seus benefícios despencar. A última vez que os benefícios de quem recebe acima do salário mínimo foi atualizada acima da inflação foi em 2010, em 7,7%, graças a emenda do deputado Paulinho da Força ao Orçamento da União.

De lá para cá, os movimentos trabalhista e de aposentados têm lutado, em vão, na busca do aumento real.

Paulinho da Força defende que seja criada uma política de aumento anual para os aposentados, à semelhança do acordo de aumento do salário mínimo, negociado em 2006. Por meio dele, o salário é calculado de acordo com a soma da inflação do último período mais o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) dos dois anos anteriores. Ou seja, quanto mais o país cresce, mais o salário aumenta.

Além disso, Paulinho defendemos que haja um novo índice de inflação, voltado exclusivamente às pessoas mais idosas. Isso é necessário porque muitas vezes os produtos consumidos por aposentados têm aumentos muito acima da inflação média.