Paulinho da Força

O desemprego é uma das maiores preocupações dos brasileiros desde 2016, quando os índices tornaram-se alarmantes. Pensando nisso, o deputado federal Paulinho da Força tem participado de diversos encontros com o vice-governador Márcio França para garantir a ampliação, em todo estado, dos programas de Qualificação Profissional (PEQ) e “Frente de Trabalho”, desenvolvidos pela Secretaria do Emprego, que tem como gestor José Luiz Ribeiro (Solidariedade).

“Apesar dos sinais de melhoras na economia, ainda vivemos um momento de crise muito forte no País, com muita gente desempregada, principalmente no interior. Esses programas ajudam as famílias que estão em dificuldades”, explica Paulinho da Força. Ele lembra que o vice-governador tem condições de ampliar as políticas públicas de valorização ao emprego, porque em abril assume o governo de São Paulo após a saída de Geraldo Alckmin, que vai concorrer à presidência da República nas eleições deste ano.

Por intermédio do deputado, centenas de trabalhadores de vários municípios paulistas tiveram a oportunidade de fazer cursos profissionalizantes, voltando ao mercado de trabalho mais preparado. Na capital não foi diferente e entre os bairros beneficiados estão Campo Limpo, Pedreira, Parelheiros, Grajaú e Heliópolis. No interior, receberam ampliação os municípios de Bragança Paulista, Piracaia, Piraju, Barretos, entre outros.

O diretor regional sul da Secretaria do Emprego, Dr. Sidney Cruz, reconhece a necessidade de buscar novas vagas do Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ) para atender aos moradores de bairros e comunidades que apresentam alto índice de desemprego, como é o caso da zona sul.

“Trabalhadores de baixa-renda e com pouca escolaridade são os que mais sofrem com o desemprego em todo Brasil. Os cursos de qualificação, somado as experiências profissionais ajudam estas pessoas na hora buscar por emprego”, afirmou Dr. Sidney Cruz.

Os cursos são ministrados em parceria com entidades do terceiro setor instaladas nas comunidades. Além da qualificação profissional, o aluno recebe bolsa auxílio no valor de R$ 660, disponibilizada em duas parcelas de R$ 330,00.

26804977_10204445929266290_2909835904106521597_n

 Frente de Trabalho – O Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego, conhecido como “Frente de Trabalho”, proporciona qualificação profissional e renda para trabalhadores desempregados, por meio de atividades temporárias.

O diretor regional Norte da Secretaria do Emprego, Thiago Preto, reconhece a importância das políticas públicas de qualificação para quem está em busca de emprego. Segundo ele, o Frente de Trabalho agradou muito a população quando foi desenvolvido na cidade.

“Queremos desenvolver novamente o Frente de Trabalho na cidade, porque aqui há muitos desempregados. A ação é essencial para quem não tem de onde tirar seu sustento”, disse Thiago Preto.

O programa atende trabalhadores de São Paulo, desempregados há no mínimo um ano, maiores de 17 anos e residentes há pelo menos dois anos no estado.

O bolsista da Frente de Trabalho permanece no programa por até nove meses, com jornada de atividades de até seis horas diárias, quatro dias por semana. Eles prestam serviços de interesse local, como limpeza, conservação e manutenção de órgãos públicos estaduais e municipais. Eles também recebem bolsa-auxílio.

aula