Solidariedade 77

A pressão dos parlamentares e representantes das centrais sindicais obteve uma vitória no final da tarde da segunda-feira (07/11) durante reunião com o presidente e o relator da Comissão Mista do Orçamento, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) e o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), respectivamente. O presidente e o relator da Comissão prometeram incluir no texto uma “brecha” que permite a possibilidade do aumento real dos salários dos aposentados.O relatório preeliminar do orçamento pode ser votado hoje à tarde na Comissão Mista do Orçamento

 A luta dos aposentados
Comissão do Orçamento debate aumento de aposentados

A Emenda que assinei junto com o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) e com o senador Paulo Paim (PT-RS), prevê um aumento real de salários para os aposentados que recebem mais de um salário mínimo. A proposta vai permitir atender a reivindicação de 9,1 milhões de pessoas e injetar na economia real mais de R$ 8 bilhões e que vai gerar mais consumo, emprego e reativar a economia nesse período de forte recessão mundial.

Fiquei muito otimista após deixar o encontro na Comissão Mista de Orçamento. O dispositivo que o relator Arlindo Chinaglia vai incluir no texto do projeto do Orçamento vai permitir continuar a negociação pela inclusão do aumento real. Vamos lutar para conseguir os 11,7% que conforme determina a nossa Emenda. Podemos ceder um pouco para lá, um pouco para cá, porém que os aposentados tenham aumento real.

O dispositivo inserido no projeto orçamentário para 2012, e que pode permitir o aumento real para os aposentados, se refere a uma reestimativa de receitas do governo que está em torno de R$ 13 bilhões. Esse valor será distribuído para diversos setores e investimentos. A nossa luta será a de destinar parte deste valor aos aposentados que ganham mais de um salário mínimo.

Nós parlamentares autores da Emenda e os 400 representantes das entidades sindicais e dos aposentados, continuaremos no Congresso Nacional lutando pela inclusão da proposta. Contamos com o seu apoio junto aos seus representantes na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.